Coleção Orquidofolia

Pinturas de acrílica em tela
& desenhos botânicos a lápis,
2013-14, por Lu Mori

No exercício da abstração surgiu a Orquidofolia. Na época eu comecei um estudo espontâneo de emparelhar linguagens distintas: concreção & abstração.

Como objeto de estudo escolhi uma espécie de orquídea híbrida, criada pelo homem, e que é conhecida por apresentar uma diversa gama de cores: Phalaenopsis hybridus. A sutil alteração do termo orquidofilia em "orquidofolia" é reveladora da atmosfera que esta exposição pretende provocar. Orquidofilia quer dizer, literalmente, amor ou paixão pelas orquídeas, e refere-se a prática de colecionar/ cultivar essas plantas. O termo folia, por outro lado, de origem grega, tem a ver com “loucura”. Ao contrastar desenhos científicos com pinturas abstratas, o visitante é convidado a explorar os limites tênues entre o imaginário e o real.

As 7 pinturas dessa coleção são complementares, e, lado a lado, compõem um mural de 6,3 metros de largura por 1 metro de altura. 

Cada pintura abstrata acompanha um desenho botânico realista da orquídea representada, e também acompanha uma reprodução colorida de série limitada (1/20) do mesmo desenho botânico.